Como distinguir a diferença entre vômito e regurgitação?

O vômito é um problema muito comum em cães e gatos.

É um processo ativo e normalmente o animal percebe que vai acontecer, se levantando, andando impacientemente e de repente começa a fazer mímicas de vômito (que são as náuseas), expulsando então o conteúdo gástrico com certo desconforto. 

O vômito é a expulsão do conteúdo presente no estômago e/ou intestino delgado.

As causas primárias ou gástrica de vômito são aquelas que são decorrentes de doenças do estômago e porção inicial do intestino delgado, além disso, as causas secundárias ou não-gástrica de vômito, são causados por doenças de outros órgãos que causam um acúmulo de substâncias tóxicas no sangue.

Estas substâncias tóxicas vão estimular o centro do vômito no cérebro, causando vômito. 

Regurgitação é a expulsão do conteúdo do esôfago.

O esôfago é um tubo estreito, que leva o alimento da boca ao estômago em questão de segundos.

Em um animal com o esôfago normal, o alimento se move rapidamente através do esôfago para o estômago.

Caso o esôfago apresentar algum problema e se dilate, ele acaba não conseguindo transportar o alimento, ficando ali parado, ocorrendo a regurgitação rapidamente.

Nesse caso o alimento sai não digerido muito parecido com o que acabou de comer, não tem cheiro forte e pode ter o formato de um tubo (formato do próprio órgão), e o pet irá comer novamente.

No caso de regurgitações sucessivas, o animal pode aspirar o alimento e causar uma pneumonia por aspiração, que é um quadro grave, que requer intervenção médica o quanto antes. 

Não hesite em procurar seu médico veterinário de confiança, caso seu pet apresente essas alterações.

Sabrina Braga Knorr

Médica Veterinária – Mestre em Saúde Animal

CRMV-RS 15469

Acesse e compartilhe Focinhos.Pet

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.